quarta-feira, Outubro 29, 2014

Antes quebrar que torcer. Antes abraçar que desistir






Aprendamos a mensagem que esta árvore nos ensina. Abraçando a paisagem, talvez amando o mundo que abarca com os seus ramos, de pé, ainda que fendida pelo meio, transformada em duas.


Quantas vezes não evitámos abraçar os outros, o mundo, no receio de sermos fendidos em duas, em dois?

Ao contrário desta árvore, cujos ramos se abrem e fecham, sistólicos, partidos, em forma de coração.


domingo, Outubro 26, 2014

Devemos aceitar as outras culturas? É ridículo ser feminista?




Até ao Sec XXI, sempre tive a impressão de viver num mundo atrasado. Quando me apetecia ir sozinha a qualquer lugar, sobretudo à noite, parecia estar a fazer algo de muito estranho. 
Respondiam-me:

- Mas pensas que em Nova Iorque ou Londres é diferente? 

- Eu não tenho a impressão de viver num país atrasado, e sim num mundo atrasado! Nova Iorque, Londres, (Paris - incluo Paris?) são lugares atrasados, em que uma mulher não pode fazer o que lhe apetece. Onde as mulheres ficam em casa, talvez a chorar, porque estão a perder a vida. Onde as mulheres casam porque é convencional fazer isso, sem perceberem que pode ser também uma maneira de perder a vida.

- Que vos parece esta notícia?

Nestes países, se a mulher é violada, pode ser morta pela família, pois é uma desonra para a família.
Devemos aceitar estas "culturas"? Não deveríamos fazer algo mais?


Aceitar as outras culturas e ser feminista? E de esquerda? 

Não nos parece tudo isto demasiado inconciliável? 

sábado, Outubro 25, 2014

Janela do convento de Cristo















Nos últimos posts apenas coloquei fotografias, pois estava muito fatigada da viagem.



E agora vou dizer, muito direitinho, o que aprendi em Tomar.

Que o Rei D. Manuel se considerava um predestinado, profetizado pela Bíblia, nesta passagem do Profeta Isaías:


Então ele disse: Ouvi agora, ó casa de Davi: Pouco vos é afadigardes os homens, senão que também afadigareis ao meu Deus?

Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel.
Manteiga e mel comerá, quando ele souber rejeitar o mal e escolher o bem.
Na verdade, antes que este menino saiba rejeitar o mal e escolher o bem, a terra, de que te enfadas, será desamparada dos seus dois reis.
¶ Porém o Senhor fará vir sobre ti, e sobre o teu povo, e sobre a casa de teu pai, pelo rei da Assíria, dias tais, quais nunca vieram, desde o dia em que Efraim se separou de Judá.


E por esse motivo, a simbologia das cordas como sendo uma homenagem aos descobrimentos, como tem sido interpretada, pode ser reinterpretada de outras maneiras, tal como muitos outros elementos simbólicos que lá se encontram e não têm sido referidos.


Assim, o rei faria a ligação entre os elementos e entre o Céu e a Terra. Como acontece com as raízes de carvalho, do lado direito da janela, inteiras, do lado esquerdo cortadas.



Ou a Árvore de Jessé, por baixo da janela.



(Não pretendo aqui falar uma análise desta obra, apenas transmitir algumas "dicas" que ouvi e que retive da visita guiada por um historiador de Arte, Dr. Miguel Soromenho. Para mais detalhes, pesquisar.)

domingo, Outubro 19, 2014

Tomar







No que diz respeito a elementos simbólicos...

Claro.

Por exempo, esta fivela fez-me lembrar a revista Caras.
Pois, pode ter a ver com a ordem da Jarreteira. Mas nós só vemos os que nos parece normal. E eu nunca teria reparado em tal coisa, tal como vós, não tereis notado. Depois explico melhor...

Buéda Giro.

Apenas receio que no século XVI ainda não existissem a Caras nem a VIP.


Convento de Cristo, em Tomar











Pois. Hoje fui passear para o Convento de Cristo, em Tomar, com o Grupo de Amigos do Museu Nacional de Arte Antiga e com a agência de viagens Touch Travel de Rui Nobre.


Depois ponho mais fotos e explicações. Tenho outras fotos no Ipad.

sexta-feira, Outubro 17, 2014

Andar à porrada: verbalmente, ou de facto?

Tive uma vez uma conversa com uma senhora do Casal Ventoso, num café, em que ela me garantiu isto: como eu nunca andei à porrada, penso que tenho medo, mas se eu começasse à porrada ia adorar. Até porque ela era muito mais pequena e franzina do que eu. 

Ver link do blog onde conto isso.

Só hoje entendi: andar à porrada, verbalmente, é relaxante, tipo terapia de grupo. Adoro. E só agora descobri. Vivendo e aprendendo. Hei-de experimentar a sério, tipo, a vias de facto.

Como me passaram  despercebidos até agora estes prazeres?

Ver neste mesmo blogue: 

A senhora, se calhar...


sábado, Outubro 11, 2014

Portugal Moderno


Há uma ou duas décadas, a Avenida da Liberdade era um local de habitação degradada, de prostituição, agora é a 10ª mais luxuosa do mundo.

Há uma ou duas décadas, abriram em Portugal umas fábricas de sapatos estrangeiras, por um curto período, com incentivos da UE. Todos diziam que, passado esse período, nada restaria.

Resta o calçado português, já com fama no mundo.

VER AQUI:

33 razões para adorar Portugal

Também muito interessante esta frase de Vítor Hugo, a propósito de ter sido Portugal o 1º país da Europa a abolir a pena de morte, em 1867 (3º no mundo):


"Morte à morte! Vida à vida"

sexta-feira, Outubro 10, 2014

MALALA





Só uma pessoa muito ingénua pode falar e pensar assim.
Aprendamos  a ser ingénuos com  a Prémio Nobel da Paz, de 17 anos. 
As palavras "ingénuo" e "génio" têm a mesma origem: o génio é ingénuo.


"Quando o mundo inteiro fica silencioso, uma só voz pode fazer a diferença" - Malala

"Sou mais forte do que o medo"  - Malala

Não, Senhor Ministro!!!

                            
                                   

                                   
Os mesmos professores foram hoje colocados em três, quatro ou mesmo dez escolas


Numa miseranda Terra Imunda como esta, que dá mais importância às coisas materiais do que à cultura, os professores só podem ser trash. Todos, claro. Mas sobretudo os melhores.

Após erros risíveis porque ridículos, mas dramáticos, o Ministério da Educação volta a ser protagonista de muitas anedotas. 

Professores colocados muito longe de casa, mas só por uma semana ou duas, alunos a gostarem ou a não gostarem dos professores e a dizerem-lhes adeus para sempre...

Tudo isto é nada. Num segundo erro, mais ridículo ainda, um professor é colocado, segundo a RTP, em 74 escolas, enquanto outros ficam sem emprego, dada a concorrência desleal...

Eu tinha-me calado a respeito deste assunto, mas agora já é impossível.

A quem encomendou o governo o sistema informático da colocação de professores e o sistema informático CITIUs, para a justiça? Que razões o levaram a escolher as piores empresas?

Podemos sentar-nos aqui






Fotos de Campo de Ourique

O que me impressiona mais na Turquia talvez não sejam os grandes e imponentes monumentos, nem algumas das maiores pedras preciosas do mundo. Talvez tenha sido esta particularidade quotidiana de por todo o lado encontrarmos velhas cadeiras desirmanadas e vários bancos, que escaparam ao lixo para serem utilizadas por quem quiser.

 E agora vejo o mesmo, no bairro de Campo de Ourqique, com a agravante de ter um murinho em frente, que permite juntar-se todo um grupo. À porta de um café, sobretudo quando o café está fechado. 

Juro que a ideia não foi minha, embora eu tenha pena.